Untitled Document Bom dia, seja bem vindo! - Domingo,   -  
 
Dicas de Saúde / Psicologia
 
UM NOVO MEMBRO NA FAMíLIA
Visualizações : 1119
A Chegada do Segundo Filho



Com certo receio aceitei o encargo que me deu o editor de registrar aqui algumas dicas a respeito da chegada de um segundo filho no seio familiar. O receio é por apresentar de forma sucinta algo tão abrangente e significativo para toda a família: pais, filho, avós e etc. Apesar da limitação que o espaço confere, acredito que essas poucas informações podem ajudar a amenizar algumas ansiedades características desse período, até por que, implica em adaptações na família e às vezes do espaço físico.



Essa fase será dividida em três momentos:



1º Antes do anúncio da gravidez: uma conversa conjuntamente, sobre a vontade dos pais em ter um segundo filho (quando a gravidez é planejada). Argumentos para justificar o desejo não faltam, mas vamos nos limitar aos cuidados que os pais devem ter com o segundo filho, para evitar que apareça um turbilhão de sentimentos, entre tantos, o ciúme do novo irmãozinho, talvez desencadeado pelo medo de perder seu espaço ou o afeto maternal. Para amenizar certos desconfortos, os pais podem conversar com o filho a respeito da idéia.

- Pergunte ao seu filho o que ele pensa sobre a possibilidade de ganhar um novo irmãozinho, de acordo com os sentimentos do mais velho, os pais vão se colocando. Procurem ressaltar o quanto é agradável deixar de ser único e ganhar uma companhia. É relevante também, colocar que ele vai ter com quem brincar com quem dormir e que o papai e a mamãe vão amar os dois igualmente; tranqüilize-o. Por ser um momento de adaptação, tente faze-la lentamente e sempre conversando com seu filho (a) a respeito das mudanças, perguntando a ele (a) o que ele acha de mudar, o quarto e a sala, por exemplo, caso seja necessário.



2º Gravidez anunciada (ou confirmada): o primeiro passo é contar ao filho mais velho que a mamãe está grávida, pois as crianças percebem novos movimentos, as conversas paralelas e idas ao médico. Esse procedimento evita pensamentos fantasiosos, como: minha mãe está doente, o que ela tem, enfim, passam muitas coisas pela cabecinha infantil.

- Evite mudanças bruscas no espaço físico da casa, principalmente nos quartos, pois a criança tem uma tendência a pensar que tais modificações podem ser para favorecer ao novo irmão, com isso, surge o sentimento de abandono e menor valia.

- Dividir a nova realidade com a criança é incluí-la nas tarefas da chegada do novo membro, assim, sempre que possível faça com que a criança acompanhe os pais nas consultas de pré-natal. Levem um lanchinho, revista infantil, mamadeira (se for o caso), isso ajuda a criança a se manter ocupada e sem estresse.

- A criança também pode ser inserida nas atividades que englobam as compras do enxoval do novo bebê, os pais devem procurar sempre um horário mais fresco, evitando ambientes aglomerados e deixando ele (a) dar opinião a respeito das cores das roupinhas e etc.



3º Chegou o novo bebê: Os pais podem compartilhar com a criança algumas tarefas, como:

- Na troca de fraldas, lembrando sempre a criança que o novo irmãozinho é pequenininho, por isso, exige atenção e cuidados.

- Nas brincadeiras, todos podem compartilhar juntos.

- Tirar o bebê do berço quando ele chorar;

- Durante alimentação: amamentação, mamadeiras e papinhas;



Portanto, compartilhar todo o processo juntos, pais e filho, significa que todos os membros estão inseridos no contexto do desenvolvimento da gravidez, com isso, alguns problemas podem ser evitados como cenas de ciúmes, irritabilidade excessiva (choro constante), insônias e falta de apetite acompanhado de melancolia. Assim, pais realizem as modificações de forma sintonizada.



Boa sorte para todos! Com a nova fase e o novo membro.


Delza Pereira de Souza Macedo

Psicóloga, Pós-graduada em Psicologia Clínica Psicanalítica.

Atua nas áreas clínica, hospitalar e escolar CRP: 06/77/1978.
 
Fonte : Drª. Delza Pereira de Souza Macedo Publicado : 01/05/2008
Voltar
© 25/11/2007 - Paróquia São José / Diocese de Presidente Prudente SP - Fone (18) 3917 2500
Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvido por Delorean Tecnologia em Sistemas de Informação
www.deloreantecnologia.com.br - Contato (18)3222 6348