Untitled Document Quinta-feira,   -  
 
Dicas de Saúde / Psicologia
 
Fim de ano: cuidados com a alimentação
Visualizações : 1180
Antes de se acabar na mesa farta, é importante tomar algumas precauções para evitar passar mal

Para que os alimentos da ceia não estraguem, eles devem ser cozidos o mais próximo do momento de servir
Fim de ano é tempo de comemorações e se alimentar bem faz parte da festa. Para garantir um ano novo sem surpresas indesejadas é importante tomar algumas precauções antes de se acabar na mesa farta. Além da preocupação com os hipertensos e diabéticos, nesse período do ano os casos de intoxicação alimentar são muito comuns. Segundo dados do Ministério da Saúde, aproximadamente dois milhões de pessoas estiveram expostas a doenças transmitidas por alimentos entre 2000 e 2012, no Brasil.

Algumas dicas simples podem evitar que você passe mal ou vá parar no hospital em um dia de celebração. A coordenadora geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Patrícia Jaime, fala quais são esses cuidados. Observar a qualidade da comida, a limpeza do local onde compra, a refrigeração, e optar por alimentos frescos e saudáveis sempre. Para que os alimentos da ceia não estraguem, eles devem ser cozidos o mais próximo do momento de servir; deve-se cobrir as saladas folhosas para evitar contaminação; e as saladas com molho, como maionese e salpicão, devem ficar na geladeira até o momento de ir à mesa, alerta.

Cardápio

Com todos os cuidados devidamente tomados, surge a dúvida sobre o que preparar para os hipertensos e diabéticos. A nutricionista conta que para ninguém ficar de fora da festa é possível ter uma mesa recheada que agrade a toda família. O prato principal pode ser à base de carnes magras, peru, frango, bacalhau, desde que bem dessalgado. Também podem abusar dos vegetais folhosos e dos legumes, sugere. O mais importante é tomar cuidado com os doces, é bom que esses sejam substituídos por frutas secas e in natura, principalmente castanhas e nozes que têm gordura saudável, acrescenta.

O alto consumo de gordura em alimentos básicos como a carne e o leite colabora para que quase metade da população brasileira esteja com excesso de peso (48,5%) e obesos (15,8%). A nutricionista destaca que nas refeições de Ano Novo também pode e deve existir uma boa participação de frutas, verduras e legumes. No Brasil, apenas 20,2% da população consome cinco ou mais porções diárias de frutas e hortaliças, quantidade recomendada pela Organização Mundial da Saúde.

Patrícia recomenda que esse período do ano, quando há um maior convívio entre as famílias, seja transformado também em um momento de prática da atividade física, lazer e promoção da saúde. Além de ajudar a perder aqueles 'quilinhos' a mais que foram adquiridos nas ceias, ir a uma Academia da Saúde ou a um espaço de lazer público com a sua família pode ser muito bom para compartilhar junto um momento de prazer. Comece 2013 com mais disposição, orienta.

Publicado por FOlha de Londrina
 
Fonte : Colaborador- Dr. Arnaldo Contini Publicado : 30/12/2012
Voltar
© 25/11/2007 - Paróquia São José / Diocese de Presidente Prudente SP - Fone (18) 3917 2500
Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvido por Delorean Tecnologia em Sistemas de Informação
www.deloreantecnologia.com.br - Contato (18)3222 6348