Untitled Document Boa noite, seja bem vindo! - Domingo,   -  
 
Dom Benedito Gonçalves dos Santos
5º Bispo da Diocese
Benedito Gonçalves dos Santos nasceu em Paracatu-MG, aos 19 de junho de 1958, 3º filho do casal Francisco Gonçalves dos Santos e Maria André dos Santos. Batizado e crismado aos 22 de dezembro de 1968 na Catedral Santo Antônio de Paracatu-MG.

Cursou o Ensino primário (fundamental I) na E.E. Dom Sarafim Gomes Jardim, as duas primeiras séria do Ensino Fundamental II na E. E. Antônio Carlos, as duas últimas séries do Ensino Fundamental II e o ensino Médio (Técnico em Contabilidade) no Colégio Ademar da Silva Neiva em Paracatu-MG, concluindo o mesmo em 1977.

Entrou para o mercado de trabalho em 1971, exercendo as seguintes atividades: Balconista, Técnico em Contabilidade, Professor da Rede Particular e Estadual e Funcionário Público (IPSEMG).

Orientado pelos pais, principalmente na companhia de sua mãee de seus 7 irmãos, teve vida participativa nas atividades religiosas de sua paróquia. participou da Catequese e Cruzadinha Infantil. Em 1978 ingressou no Movimento Juvenil (JAC); neste mesmo ano, após auxiliar na sindicância para o Natal das famílias carentes, tornou-se Vicentino, participando ativamente na Sociedade São Vicente de Paulo, onde exerceu diversas funções. Foi um dos idealizadores do novo prédio (Asilo) para idosos.

Após receber orientação vocacional realizada por Pe. Almir Franco Palheta, ingressou no Seminário Maior Arquidiocesano Nossa Senhora e Fátima em Brasília-DF, em 13 de fevereiro de 1983, onde cursou Filosofia e Teologia.

Aos 08 de dezembro de 1990 foi Ordenado Sacerdote. Assumiu a Paróquia Catedral Santo Antônio, em sua terra natal aos 17 de fevereiro de 1991, tendo como auxiliar paroquial o grande missionário Pe. Alfonso Pastore, o qual foi responsável pela implantação das Comunidades Cristãs em Paracatu. Como Pároco, Mons. Benedito assistiu as pequenas comunidades cristãs (140 urbanas/rurais), zelando pela formação e construção das mesmas. Durante o período que esteve à frente da Paróquia incentivou e dirigiu diversas entidades sociais e religiosas: Grupo Luz e Vida (1996), Hallel (1997), Lar dos Pequeninos (2001), Liberdade Assistida (2005). Foi Diretor Diocesano do ECC (1991/2006), RCC (1991/1997), Pastoral Familiar (2002/2008) e Diretor Regional do ECC-Leste II (2006/2008), Membro do Conselho Presbiteral (1992/2008), Membro do Colégio de Consultores (1996/2008), Câmera Eclesiástica (1992/1996) e Equipe de Formadores do Seminário de Paracatu (1998/2004), Diretor da Equipe de Animação Bíblica de Paracatu - Curso da Palavra (1991/2008) e Ecônomo Diocesano. Aos 17 de agosto de 1996 foi eleito Vigário Geral da Diocese de Paracatu.

No dia 16 de Abril de 2008, Mons. Benedito Gonçalves dos Santos foi nomeado, novo bispo para a diocese de Presidente Prudente. A nomeação foi feita pelo papa Bento XVI que acolheu o pedido de renúncia do bispo de Presidente Prudente, Dom José Maria Liborio Camino Saracho, em conformidade com o cânon 401 § 1.

Com o lema Fazei tudo o que ele vos disser, foi ordenado bispo em 5 julho de 2008. A ordenação foi presidida pelo bispo diocesano de Paracatu (MG), Dom Leonardo de Miranda Pereira, sendo consagrantes, o arcebispo de Olinda e Recife (PE), Dom José Cardoso Sobrinho e o arcebispo de Montes Claros (MG), Dom José Alberto Moura.


INTERPRETAÇÃO DO BRASÃO

O Brasão episcopal reflete a vocação e a missão pastoral do Bispo, legítimo sucessor dos Apóstolos de Jesus Cristo. Apresenta o lema como um itinerário que deve nortear seu pastoreio.

O Brasão episcopal, dividido em 3 partes, simboliza que a missão episcopal recebida vem de Deus, Uno e Trino, fonte da vida e da graça de Deus.

No alto do brasão está a Bíblia Sagrada dentro de um campo dourado, simbolizando que a Palavra de Deus é o grande tesouro do cristão. É viva e eficaz, capaz de comunicar a salvação a todos que a acolhem. A Palavra de Deus deve nortear todo pastoreio; é o caminho a ser seguido pelos pastores e ovelhas, para que esses tenham vida em plenitude (cf. Jo 10,10). As letras alfa e omega querem salientar que é na Palavra de Deus que encontramos a origem e o fim da humanidade. Tudo foi feito pela Palavra Divina. Nela está nossa razão de viver. Por isso todo o cristão, a exemplo de Maria, deve acolher A Palavra de Deus, deixando a mesma encarnar em seu coração, para que seja "sal da terra e luz do mundo". (cf. Mt 5,13-14).

À esquerda no Brasão, abaixo da Palavra de Deus, no campo azul, encontra-se uma flor de lis e uma coroa. O Campo azul simboliza as águas mais profundas que todo disípulo missionário deve avançar, atendendo ao apelo do Cristo Mestre (cf. Lc 5,4). Simboliza ainda, a presença de Maria, Rainha dos Apóstolos e Estrela da Evangelização, que intercede por seus filhos prediletos, para que a exemplo de Cristo, o Bom Pastor, desempenhem fecundo pastoreio. Maria é modelo de discípula e missinária de Cristo, a aqual está representada na Flor de Lis e na Coroa.

À direita no Brasão, abaixo da Palavra de Deus, no campo vermelho, encontra-se um "pote de barro" o qual simboliza a doação, a entrega e o serviço. A exemplo dos Servos nas Bodas de Caná da Galiléia, o Bispo como Pastor, deve estar sempre atento ao conselho meternal de Maria: "Fazei tudo o que Ele vos disser" (Jo 2,5), para que tenham um pastoreio fecundo, e possa sempre oferecer às suas ovelhas, através do serviço e da doação, o vinho novo do amor, da fraternidade, da gratuidade e da paz, que vem do Cristo Ressuscitado.

No centro do Brasão, encontra-se uma faiza branca em forma de Y, que simboliza a paz e os braços abertos do discipulo missioário, suplicando o auxilio divino, para que a exemplo de Moisés, no deserto, vença todo mal, e assim, o povo de Deus possa alcançar a Terra Prometida, a Nova Canaã.

A cruz no fundo do Brasão simboliza a vitória de Cristo sobre o mal. Representa também a missão do Bispo, primeiro discípulo missionário de Cristo na Diocese. Essa missão deve ser norteada pela renúncia, siplicidade, pobreza e doação, para que a exemplo de Cristo, Semente de Vida Eterna, ele possa ser "um grão de trigo a morrer pelo mundo" (cf. Jo 12,24), a fim de que em seu campo pastoral brote a vida, reine a justiça e impere a paz.
www.diocesepresidenteprudente.com.br
© 25/11/2007 - Paróquia São José / Diocese de Presidente Prudente SP - Fone (18) 3917 2500
Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvido por Delorean Tecnologia em Sistemas de Informação
www.deloreantecnologia.com.br - Contato (18)3222 6348